Veja quais são as responsabilidades de inquilino e proprietário do imóvel

20

 

Para as locações feitas no Brasil, normalmente o inquilino paga, além do aluguel, o IPTU, as tarifas cobradas pelos serviços de utilidade pública (como energia e gás), a manutenção e conservação do imóvel e também as despesas do condomínio e seguro contra incêndio, caso viva em apartamento.

O proprietário, por sua vez, fica responsável pelos investimentos de capital no imóvel – inclusive as despesas extraordinárias de condomínio.

O advogado Marcelo Valença, responsável pela área de Direito Imobiliário do escritório Aidar SBZ Advogados, diz que se o problema a ser resolvido estiver em uma coluna de sustentação do prédio ou num encanamento que leva água do térreo até a caixa d´água, a responsabilidade será do proprietário.

Valença alerta que se há um defeito na fiação elétrica entre o poste e o quadro de força da casa quem deve arcar com a despesa é o dono do imóvel. Por outro lado, se o pepino estiver nas telhas, canos ou fios que saírem das colunas ou troncos principais, a conta vai para o locatário.

Veja abaixo o que mais é de responsabilidade do inquilino e o que diz respeito ao proprietário:

Cupim

Quando a infestação começa após a locação, o inquilino deve contratar e pagar pela dedetização. Se o foco já existia antes do contrato, a responsabilidade é do dono.

Encanamento e fiação

Caso as instalações apresentem problemas antes da locação, a troca deve ser providenciada pelo locador. Entupimentos, vazamentos, curtos e outros danos causados pelo inquilino devem ser pagos por ele.

Fachada

Caso a assembleia do condomínio decida reformar a fachada do prédio (com pintura, por exemplo), a conta vai pesar no bolso do proprietário. Se optar apenas por lavar a fachada, ou seja, fazer uma manutenção, o custo vai para o inquilino.

Despesas do condomínio

São de responsabilidade do inquilino todas as despesas de manutenção, como limpeza, conservação e pintura das instalações e dependências de uso comum. Consumo de água, luz, esgoto, manutenção e conservação dos jardins, elevadores, bombas hidráulicas, interfones, portões, segurança, equipamentos de lazer, piscina e sala de ginástica também pesam no bolso do morador.

Despesas extraordinárias de condomínio, como obras de reformas de melhorias ou que interessem à estrutura integral do imóvel, vão parar na conta do proprietário, assim como obras de manutenção destinadas a repor as condições de habitabilidade do edifício, pintura da fachada e esquadrias externas, compra e instalação de equipamentos em geral e decoração e paisagismo nas áreas comuns.

Verdades e mitos sobre o uso da geladeira

base-foto-blog

1. Abrir e fechar a porta da geladeira várias vezes, num curto intervalo de tempo, aumenta o consumo de energia
VERDADE! Quando abrimos a porta, o ar frio sai. Ao fechar, a geladeira começa o processo para gelar e manter a temperatura ideal. Quanto mais tempo a porta ficar aberta, maior será a troca de calor e mais energia será consumida.

2. Devemos deixar o refrigerador desligado por algum tempo depois que o mudamos ele de lugar
VERDADE! Quando tombamos o refrigerador de lado acontece um rebuliço lá dentro. Imagine que há um conjunto de canos que carregam o gás e o óleo. Quando mexemos muito com esse conjunto, que passa a vida lá parado, ele precisa de um descanso para tudo “assentar”. O indicado são pelo menos 2 horas.

3. Todas as geladeiras devem ser desligadas de vez em quando para descongelar
MITO! As geladeiras frost free não precisam ser descongeladas nunca. Em caso de viagens longas, recomenda-se limpar e desligar antes para economizar energia. Alguns modelos possuem a Função Férias, que programam a geladeira para funcionar com baixo consumo de energia.

4. As geladeiras antigas eram melhores que as novas, gelavam mais e duravam mais
MITO! As antigas gastavam mais energia, o compressor era mais barulhento e o gás era prejudicial ao meio ambiente. A tecnologia faz com que os modelos mais recentes sejam melhores e mais eficientes.

5. Não é bom colocar o micro-ondas ao lado ou em cima da geladeira
VERDADE! E o mesmo vale para o fogão. Manter o refrigerador exposto a qualquer fonte de calor prejudica seu funcionamento. Faz com que a geladeira trabalhe mais, gaste mais energia e diminua seu tempo de vida.

6. É bom evitar que os alimentos ainda quentes sejam colocados no refrigerador
VERDADE! Colocar comida ainda quente na geladeira ou no congelador prejudica tanto o refrigerador quanto o alimento, que demora a resfriar e fica mais tempo exposto ao ataque de micro-organismos. Além disso, a comida quente esquenta as outras e pode estragar tudo.

7. Colocar roupa úmida para secar atrás da geladeira prejudica o aparelho
VERDADE! A grade localizada na parte de trás da geladeira é o condensador, que faz a troca de calor do sistema de refrigeração. Quando colocamos roupas, toalhas ou panos lá atrapalhamos esse sistema e prejudicamos o funcionamento.

8. Faz mal acelerar o degelo do refrigerador usando um secador de cabelos, água quente ou uma faca para raspar o gelo
VERDADE! Nunca faça isso, você pode furar o congelador e estragar sua geladeira pra sempre. Acelerar com água quente e secador também é prejudicial, pois pode deformar as partes plásticas. O jeito certo é deixar ela aberta e desligada e ter paciência!

9. Pó de café e carvão podem evitar cheiro ruim dentro da geladeira
VERDADE! O carvão vegetal e o pó de café atraem umidade e mau cheiro. Por outro lado, há o risco de que o refrigerador fique permanentemente contaminado pelo cheiro do café e do carvão.

Esclareça dúvidas sobre o uso do microondas

base-foto-blog

 

1. É perigoso esquentar água no micro-ondas?

Dependendo do tipo de recipiente e do processo de aquecimento, pode ocorrer um superaquecimento da água. Então, quando a vasilha é movimentada ou se coloca algo para dissolver nessa água (pó de café, por exemplo), as bolhas podem se formar instantaneamente, espirrando o líquido quente. Por isso, é recomendado manter a bebida dentro do micro-ondas por alguns segundos, antes do consumo.

2. Que materiais (vidro, plástico) são mais recomendados para servir de suporte para a comida no micro-ondas?

Os materiais mais recomendados para irem ao micro-ondas são: vidro, silicone e cerâmica. Metais, plásticos não próprios para micro-ondas e papéis devem ser verificados constantemente quando levados ao eletrodoméstico, devido à possibilidade de incêndio.

3. Posso colocar um pote fechado de comida para esquentar no micro-ondas?

Não. Esquentar refeições em potes ou embalagens totalmente fechadas pode ocasionar estouro.

5. Como tirar mau cheiro do micro-ondas?

Para tirar o cheiro de pipoca ou de outros alimentos, ponha uma vasilha de água com algumas rodelas de limão para ferver dentro do aparelho por, pelo menos, sete minutos em frequência máxima.

6. Como limpar o micro-ondas?

Pano úmido e detergente neutro já são suficientes para realizar a limpeza externa e interna. Não utilize facas e objetos pontiagudos para realizar essa manutenção, porque pode riscar a pintura do produto, além de danificá-lo.

7. Posso colocar alumínio no micro-ondas?

Não. Acontece que um pedaço de metal razoavelmente grosso funciona como um espelho, refletindo as ondas. Se você colocar uma panela de metal pesado com comida dentro do aparelho, a comida não esquenta, pois a panela protege das ondas. É por isso que o interior do eletrodoméstico é essencialmente uma caixa segura, que impede que as micro-ondas se espalhem.

 

Dicas para reduzir o consumo de água

base-foto-blog

 

Iniciativas simples ajudam a preservar os recursos hídricos das cidades. Veja algumas dicas:

NO QUINTAL

Adote o hábito de usar a vassoura, e não a mangueira, para limpar a calçada e o quintal da sua casa;

Use balde e pano para lavar o carro ao invés de uma mangueira;

Utilize um regador para molhar as plantas;

Confira o hidrômetro instalado na sua casa e faça a leitura do consumo. Dessa forma, será possível conferir sua conta e controlar a água utilizada.

NA COZINHA

Na hora de lavar a louça limpe os restos de comida dos pratos e das panelas com esponja e sabão e só depois abra a torneira para molhá-los;

Quem utiliza a máquina de lavar louça pode acioná-la apenas quando ela estiver cheia de utensílios.

NO BANHEIRO

Procure gastar apenas cinco minutos no banho e tente fechar o registro na hora de se ensaboar;

A regra da torneira fechada vale também na hora de escovar os dentes. Acione o registo apenas quando necessário (molhar a escova ou enxaguar a boca);

Seja rápido e moderado também na hora de lavar o rosto ou se barbear;

Mantenha a válvula da descarga sempre regulada e conserte os vazamentos assim que eles forem notados.

NA ÁREA DE SERVIÇO

Acione a máquina de lavar apenas quando juntar um volume considerável de roupa suja. Procure utilizá-la cheia e ligá-la no máximo três vezes por semana.

Use água nova apenas no enxágue e aproveite-a para lavar o quintal ou a área de serviço.

Saiba como cuidar e conservar seu colchão por mais tempo

base-foto-blog

 

Com um bom manuseio e higienização correta, os colchões de espuma, por exemplo, podem durar de dois a três anos, podendo chegar até os cinco nos modelos certificados pelo Inmetro, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Colchões (Abicol). Já os de molas podem durar de cinco (no molejo tradicional “Bonnell”) a dez anos (demais molejos).

Uma das principais recomendações dos fabricantes é não expor o colchão ao sol, pois a incidência dos raios resseca as células da espuma, faz com que elas percam sua propriedade original e acabem não retornando à posição natural.

Evite sentar no colchão – O produto é desenvolvido para sustentar o corpo em posição horizontal. Sentada, a pessoa concentra peso em ponto único, criando “buracos” e desníveis;

Escolha o tamanho certo – Verifique o tipo adequado para seu peso e altura.

Mude a posição – É bom girá-lo de tempos em tempos para evitar marcas na superfície. Uma vez que o tronco do corpo humano é mais pesado que os membros inferiores, o rodízio horizontal equilibra o desgaste normal do colchão.

Não lave – Prefira usar o aspirador para realizar a limpeza. Em casos extremos, procure uma empresa especializada no assunto.

Coloque uma capa protetora – O utensílio ajuda a proteger o colchão e pode ser lavado quando necessário.

Cultive plantas repelentes para insetos em casa

base-foto-blog

 

Formigas, mosquitos, pernilongos e outras pragas urbanas são visitas pouco apreciadas em qualquer estação do ano, e mantê-las longe de casa costuma ser ainda mais trabalhoso.

Uma dica simples e pouco comentada pode inibir a presença desses bichos pela residência. O cultivo de certas plantas repelentes pode não só deixar a casa mais charmosa, mas criar uma barreira contra os insetos. São elas:arruda, jasmim, lavanda, hortelã, alecrim, citronela, poejo, capim-limão e erva-cidreira.

Entenda a regra das bandeiras tarifárias na conta de luz

base-foto-blog

 

No ano de 2015 as contas de energia começaram a chegar às casas brasileiras diferentes, e se você ainda não entendeu como funciona vale a pela conferir essa matéria.

Ao abrir o envelope, o consumidor vai se deparar com as informações de costume e um aviso de bandeira verde, amarela ou vermelha. Tal dado vai indicar se a geração de energia no país está custando mais ou menos para o Governo Federal e quanto desse gasto adicional será repassado à população.

ais bandeiras funcionam como um semáforo de trânsito. Quando na conta de luz constar a expressão “bandeira verde”, significa que o custo para gerar energia naquele mês foram baixos, portanto, a tarifa não terá acréscimo.

Se chegar com a “bandeira amarela” o aviso é de que o consumidor deverá ficar atento, pois os custos de geração estão aumentando. Nesse caso, a tarifa terá acréscimo de R$ 1,50 para cada 100 kWh consumidos.

Já a “bandeira vermelha” – que deve aparecer em todas as contas no primeiro mês de cobrança – significa um acréscimo de R$ 3 na conta para cada 100 kWh consumidos.

Confira 10 dicas para distrair e divertir as criaças nas férias de escola.

base-foto-blog

 

1. Prepare sua sala para virar um cinema.

2. Convide os amigos dos seus filhos para uma rodada de jogos de tabuleiro.

3. Incentive a leitura.

4. Separe um tempo do seu dia para preparar um bolo ou outra guloseima com as crianças.

5. Faça uma oficina de arte em casa.

6. Dê uma aula a seu filho de como ser sustentável, mas não deixe que a lição se torne maçante.

7. Se morar em condomínio, organize uma caça ao tesouro com seus filhos e amigos.

8. Organize uma tarde de karaokê com as crianças.

9. Faça um piquenique com seus filhos no quintal ou área de lazer do prédio.

10. Transforme sua sala em um acampamento.

O que fazer para entreter animais que ficam sozinhos em casa?

base-foto-blog

 

É de grande importância entender o comportamento e necessidades de seu bichinho de estimação para prepará-lo para ficar sozinho em casa para que não destrua nenhum móvel ou objeto e também não fique infeliz. Uma boa dica para os iniciantes é, a princípio, reservar um local da casa para o animal se acostumar a ficar sozinho. Quando ele já estiver ambientado, libere o resto da casa aos poucos. Se você tem um quintal, é legal fazer aquelas portinhas de cachorro para ele ter acesso ao quintal também. Assim pode aproveitar um pouco de sol e ficar mais relaxado, e também ter a oportunidade de ficar num lugar mais quentinho dentro de casa, se quiser.

Deixe os brinquedos do seu pet bem acessíveis. É importante não dar todos os brinquedos ao mesmo tempo. Se ele tem cinco brinquedos, por exemplo, libere cada brinquedo por certo período de tempo. É uma maneira de ele não ficar entediado do brinquedo e sair roendo toda a casa. Você mesmo pode fazer algum brinquedo, como uma garrafa pet recheada de ração. Faça pequenos furos nessa garrafa para o animal sentir o cheiro. Ele passará um tempo tentando abri-la para retirar a ração. Use pedaços de barbante para deixar brinquedos pendurados nas maçanetas e janelas. Alguns mais fáceis de tirar, e outros mais difíceis. Isso vai fazer com que ele gaste energia.

É importante fazer exercícios com o animal antes de você sair de casa. Assim, ele ficará cansado, relaxado, sem “aprontar” nada dentro de casa. Preocupe-se mais com o comportamento do seu animal! Um animal calmo, obediente e feliz ficará bem em qualquer ambiente.

10 dicas para deixar sua casa segura enquanto você viaja

base-foto-blog

 

1 – Caso não possua dispositivos de segurança, como câmeras e alarme, tente adquíri-los, os preços são acessíveis.

2 – Não comente sua viagem com pessoas estranhas.

3 – Comunique sua ausência a um vizinho de confiança. Telefone para ele de vez em quando, para saber se está tudo bem.

4 – Em ausências prolongadas, peça a um parente para visitar sua casa, para demonstrar a presença de pessoas – abrindo janelas, regando jardins, entrando com o carro na garagem. No caso de apartamento, deve-se deixar uma autorização por escrito, com anuência do síndico, para que a pessoa possa entrar no prédio.

5 – Peça para parentes recolherem do quintal jornais, folhas de árvores e panfletos que denunciam o abandono da propriedade.

6 – Desligue a campainha. Assim, você deixa em dúvida quem tocá-la apenas para verificar se há alguém em casa.

7 – Feche as portas com trincos e trancas. Reforce a porta da frente com fechaduras auxiliares.

8 – Não deixe joias ou dinheiro dentro de casa, mesmo dentro de cofres. Utilize cofres de bancos.

9 – Se sua casa possuir jardim, contrate ou peça para alguém mantê-lo limpo, evitando aspecto de abandono.

10 – Se a viagem for longa, deixe 2 jogos de chaves com pessoas de confiança para facilitar qualquer emergência.